Clica nas imagens para veres os vídeos sobre o projecto

Loading...

sábado, 25 de outubro de 2008

- Clica aqui para veres o encontro dos alunos com a Pintora Armanda Passos no CLP

No último dia de exposição da “Cadeira Parade 2007” no CLP, os alunos e professores envolvidos no projecto voltaram a sentar-se nas cadeiras que redesenharam com base no estudo das obras de artistas nacionais.
O evento contou com a presença de Armanda Passos, uma das pintoras cuja obra inspirou os alunos.
E ainda com Cecília Moreira, em representação do Lugar do Desenho - Fundação Júlio Resende.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

- Visita de Estudo ao Clube Literário do Porto




A pintora Armanda Passos com os alunos

No passado dia 30 de Setembro, os alunos da Turma do 7ºA, em representação da Escola E.B. 2/3 de Cristelo, tiveram a oportunidade de visitar o Clube Literário do Porto, a convite do mesmo, no âmbito do Projecto “Cadeira Parade”.

Durante a visita os alunos puderam ver as instalações do edifício, desde a Galeria, Livraria, Auditório e também a zona recreativa do Piano Bar.

Na sala de exposições, os alunos tiveram a oportunidade de rever as cadeiras por eles elaboradas. De seguida, no auditório, o guia desafiou alguns alunos a irem para a mesa de conferências e ali recrear um diálogo baseado no projecto que desenvolveram para o “Cadeira Parade” no ano lectivo de 2006/07. Entretanto a representante da Fundação Júlio Resende(1), D. Cecília Moreira e, em nome do artista, estando ele num estado debilitado não tendo sido possível a sua presença nesta visita, transmitiu a mensagem de agradecimento aos alunos, bem como a toda a comunidade envolvida neste projecto. Mensagem essa que passo a citar:

“ Sentar-se e Sentir-se bem!
Uma cadeira é um móvel feito para uma pessoa “sentar-se bem”, esta é a primeira razão, mas há uma outra, que os jovens autores acabaram por mostrar e que é a pessoa “sentir-se bem”. É muito interessante concluirmos que os desenhos e as cores contribuíram para que a função do móvel ficasse enriquecido com esse “bem-estar” da pessoa que o vai utilizar. É uma bela ideia e foi um resultado feliz.
Estão os autores de parabéns e eu, sinto-me privilegiado com a criatividade dos jovens autores. ”
Por fim, de regresso à sala do Piano Bar, o aluno Rui Barbosa teve a oportunidade de mostrar os seus dotes para a música, onde nos presenteou com um tema tocado ao piano, que se encontrava na sala.

Mas as surpresas não ficaram por aqui. Foi com enorme alegria que tivemos a felicidade de estar na companhia da artista plástica Armanda Passos(2) que chegou juntamente com o jornalista Carlos Magno(3). Foi, para todos, um grande momento, quando a artista teceu louvores ao trabalho realizado, questionando os alunos sobre as várias fases do projecto, elogiando, ainda, o lado positivo desta metodologia de trabalho, que foi a adoptada por ela aquando no seu tempo de professora. Aproveitou, por fim, para convidar os alunos da Escola E.B. 2,3 de Cristelo para uma visita ao seu atelier.


Saímos do Clube Literário com o sentimento reforçado que este projecto é reconhecido pelos artistas de renome, e com uma maior motivação para dar continuidade a este projecto.



(1) Júlio Resende (
Porto, 23 de Outubro de 1917) é um pintor português. Diplomou-se em Pintura em 1945 pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto. Fez a sua primeira aparição pública em 1944 na I Exposição Independente. Em 1948, partiu para Paris, recebendo formação de Duco de la Haix e de Otto Friez. Do geometrismo ao não figurativismo, do gestualismo ao neofigurativo, a sua arte desenvolve-se numa encruzilhada de pesquisas, cuja dominante será sempre expressionista e lírica. Pintor de transição entre o figurativo e o abstracto, Resende distingue-se também como professor, trazendo à escola do Porto um novo espírito aos alunos que a frequentaram na década de 1960.


(2) Armanda Passos (Peso da Régua, 1944). Vive e trabalha no Porto. Faz o curso de Artes Plásticas da ESBAP. Entre 1977/1979 é monitora de Tecnologia de Gravura na Escola Superior de Belas Artes do Porto. É membro do grupo 'Série' Artistas Impressores. Expõe desde 1976. Está representada na Secretaria de Estado da Cultura do Porto; Centro de Arte Moderna; Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa; Museu Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante; entre outros.


(3) Carlos Magno Castanheira é um jornalista
português. Em 1973 entrou para a Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Em 1989 Pinto Balsemão convidou-o para chefe da Delegação do Porto do Expresso. Em Janeiro de 1997 trocou o Expresso pelo Diário de Notícias, onde exerceu funções de sub-director. É agora um quadro exclusivo da Lusomundo. Carlos Magno também foi professor da Escola Superior de Jornalismo do Porto, onde lançou profissionais da nova geração de jornalistas como José Alberto Carvalho e Eduarda Maio.

- UM OLHAR SOBRE O PROJECTO


Nas palavras do Presidente do Conselho Executivo da nossa escola,

“Esta criação artística depressa motivou professores e alunos. Aqueles, porque estavam conscientes da dimensão que tal ideia poderia tomar, os outros, porque a simples sugestão de trabalharem numa perspectiva holística do saber artístico impulsioná-los-ia numa engrenagem diferente e mais motivadora, dentro do espaço sala de aula. Este deixou, então, de ser um espaço tradicionalmente de aula, passando a ter um formato de oficina de arte, em que a relação Professor – Aluno se transformou noutra mais semelhante com artista – aprendiz.

Depressa alunos e professores puseram mãos à obra, envolvendo tudo e todos, com a colaboração de excelência da Câmara Municipal de Paredes. Não obstante a desconfiança de uns, a certeza de muitos projectou este trabalho que, pé ante pé, foi crescendo, resultando dele autênticas obras de arte que, desde logo, orgulharam os mais cépticos, nos quais eu próprio me incluía.

Logo no primeiro ano, o projecto alcançou o inimaginável com a presença a do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Paredes na nossa Escola sede, recebendo, na nossa companhia, o ilustre pintor Nadir Afonso, que nos honrou com sua presença. Foi um orgulho observar alunos e professores com tamanha emoção… o sucesso é isso!

Seguiu-se uma panóplia de saídas, com um rodopio de entra e sai de todas as cadeiras para os mais variados locais do país, a fim de mostrarem fora de portas essa magnânime exposição. Estavam, finalmente, todos convencidos que este projecto não poderia ficar encerrado indoor – o “Cadeira Parade” extravasara as paredes da escola… deixando perplexos alguns que pretendiam adquirir qualquer peça desta obra, e até mesmo a própria comunicação social (escrita e falada).

Desta forma, porque o público pede, o artista dá, seguiu-se o desafio de continuar a solidificar uma ideia já consolidada, conseguindo superar o sucesso anterior – estava aí mais um ano de “Cadeira Parade”. Agora as barreiras estavam vencidas, as resistências desarmadas, mas os corações palpitantes de emoção, na perspectiva de perceber como é que a criatividade de alguns pequenos e grandes artistas poderia ainda surpreender – e surpreendeu! Mais uma vez o sucesso!

Com este projecto todos os discentes e o grupo de Artes (Educação Visual e Tecnológica, Educação Tecnológica, Educação Artística e Educação Visual) deste Agrupamento, sem esquecer a calorosa e sempre bem-vinda ajuda de alguns carolos, mostraram como é possível lutar por uma escola inclusiva, aprendendo, crescendo e amadurecendo ideias e conhecimentos.
A motivação para a Escola, o combate ao abandono e ao insucesso escolar, faz-se – e dúvidas não temos – com projectos!

Bem-haja a alunos, professores, Câmara Municipal de Paredes e a todos os envolvidos – o sucesso deste projecto é Vosso!


O Presidente do Conselho Executivo
Mário rocha

- COMUNICAÇÃO SOCIAL/ARTIGOS

Foram editados artigos sobre o projecto em diversos jornais do Concelho, Jornal Noticias, Destak, Público (12 de Outubro de 2008); na revista Ideias Casa Cláudia (Janeiro 2008), Activa (Janeiro 2008), Visão e revista NOESIS (nº75 Outubro/Dezembro 2008).

- EXPOSIÇÕES AGENDADAS

Dezembro 2008 – Dubai.

- EXPOSIÇÕES REALIZADAS

Casa da Música - Outubro de 2007


2007
- Junho - Pavilhão rota dos Móveis (Paredes);
- 30 de Junho a 6 de Julho no IESF (V.N. Gaia);
- 6 a 14 de Outubro - INTERCASA na FIL (Lisboa);
- Outubro - sede da Edimpresa (Lisboa);
- 29, 30 e 31 de Outubro - Casa da Música
(durante a Conferência Nacional de Educação Artística no Porto);
- 15 de Setembro a 4 de Novembro - Casa da Cultura (Paredes).

2008
- 26 de Fevereiro e 1 de Março EXPORTHOME (Matosinhos);
- 7 a 28 de Julho - Pavilhão rota dos Móveis (Paredes);
- Julho - palácio do Gelo (Viseu);
- 16 a 30 de Setembro - Clube Literário do Porto (Porto);
- 4 a 12 de Outubro, INTERCASA na FIL - Feira Internacional de Lisboa.
- 4 de Novembro a 4 de Dezembro - Biblioteca de Castro Daire.

- AGRADECIMENTOS

O Departamento de Artes e Tecnologia da Escola EB 2/3 de Cristelo e os alunos desta escola querem deixar aqui o agradecimento a todos os que possibilitaram a realização deste projecto: Câmara Municipal de Paredes; Associação Empresarial de Paredes; Empresas de Mobiliário

Os nossos maiores agradecimentos, também, ao jornalista Carlos Magno que promoveu o nosso projecto, ao mestre Nadir Afonso que nos honrou com a sua visita, ao mestre Júlio Resende e aos grandes artistas plásticos Armanda Passos e Paulo Neves que se disponibilizaram a receber-nos nos seus ateliers.

- ARTISTAS PLÁSTICOS TRABALHADOS








No ano lectivo de 2006/2007, foram realizados projectos referentes aos seguintes artistas plásticos Portugueses: Almada Negreiros; Amadeo de Souza Cardoso; António Quadros; Armanda Passos; Carlos Botelho; Constança Lucas; Eduardo Nery; João Carqueijeiro; João Cutileiro; Jorge Vieira; José de Guimarães; Júlio Pires; Júlio Pomar; Júlio Resende; Leonel Moura; Maluda; Nadir Afonso; Paulo Neves; Paula Rego; Pedro Calapêz; Querubim Lapa e Vieira da Silva.

No ano lectivo de 2007/2008, o tema foi alargado aos artistas plásticos estrangeiros, tendo surgido projectos baseados nos seguintes artistas: Almada Negreiros; Alexander Calder; Andy Warhol; Ângelo de Sousa; Escher; Georges Braque; Gustav Klimt; Henri Matisse; James Ensor; Jesús Soto; Joan Miró; Julio Le Parc; Marcel Duchamp; Pablo Picasso; Paul Klee; Paula Rego; Piet Mondrian; Pollock; Wassily Kandinsky; Roy Lichtenstein; Salvador Dali; Victor Vasarely; Kazimir Malevitch e Kurt Schwitters.

O "Cadeira Parade", é constituído também por algumas cadeiras redesenhadas pelos professores, cuja temática foi livre.

- NOTA EXPLICATIVA


Cadeira Parade é um projecto inspirando no “Cow Parade” do suíço Pascal Knapp. Desenvolvido, pelo segundo ano consecutivo, na Escola EB 2,3 de Cristelo, no Concelho de Paredes, Distrito do Porto. Este projecto foi lançado pelo Departamento de Artes e Tecnologia e envolveu todas as turmas da escola do 2º e 3º Ciclos. Os objectivos principais prenderam-se com a necessidade de sensibilizar os alunos para a fruição/contemplação da arte, fomentar a reflexão/interpretação de objectos artísticos, promover o gosto pela experimentação, produção e criação artística, assim como, promover o contacto destes alunos com o trabalho realizado por diferentes artistas plásticos portugueses e estrangeiros do séc. XIX à actualidade. Pretendeu-se ainda estreitar os laços escola/indústria do mobiliário (a maior empregadora do Concelho) e desenvolver nos alunos uma visão diferente para que no futuro possam vir a dar um contributo mais qualificado a estas empresas. Por fim, mas não menos importante, o projecto visou contribuir para a diminuição do abandono escolar nesta escola, que à semelhança de outras, é bastante elevado.Para a concretização deste projecto, foi proposta uma parceria à Câmara Municipal de Paredes, que se prontificou a apoiá-lo, fornecendo alguns materiais necessários à sua realização, bem como, a intervir junto dos industriais do mobiliário do Concelho, no sentido de fornecerem cadeiras em “branco” à escola.
No que diz respeito ao contexto sala de aula (EVT, ET, EV e Ed. Artística) o projecto dividiu-se, essencialmente, em três fases:


  • - Investigação/Pesquisa de artistas plásticos do séc. XIX à actualidade. Esta teve por base objectivos específicos tais como: desenvolver métodos e técnicas de investigação, aprender a observar e analisar diferentes meios de expressão plástica (pintura, escultura, cerâmica, etc.) e adquirir conceitos relacionados com as linguagens artísticas. Nesta fase os alunos pesquisaram sobre diferentes artistas plásticos, essencialmente em revistas, livros e na internet. Cada um dos alunos realizou e entregou um trabalho escrito sobre o artista que mais lhe agradou e, no final, foi seleccionado um artista/obra por turma. As obras foram analisadas tendo em conta questões do tipo: Quem é o seu autor? Em que ano nasceu? Onde nasceu? Onde vive ou viveu? Em que contexto viveu? O que retrata? Como é a sua pintura? Que tipo de formas usa com mais frequência? Que cores predominam na sua obra? Que suportes são utilizados? Que materiais? Que técnicas? O que pretende transmitir? etc.
  • -Realização de projectos inspirados no artista/obra seleccionado para cada turma. O objectivo principal desta fase consistiu em retirar das obras escolhidas as suas características principais, no que respeita aos diferentes elementos da Gramática Visual tais como: cor, forma, movimento, estrutura, textura, etc. Foi proposto que os alunos realizassem projectos criativos e originais para a decoração de cadeiras, facilmente identificáveis com o artista por eles estudado.
  • -Concretização da decoração das cadeiras. Nesta fase, pretendeu-se explorar e aplicar diferentes meios e técnicas de expressão plástica como a pintura, a escultura, a modelagem, etc. A utilização de uma enorme variedade de meios, teve como intuito alargar os horizontes dos alunos no que respeita a esta área.